Drummond Amorim

Sobre

Antônio César Drummond Amorim é mineiro de Bocaiuva. Abandonou os cursos de direito e comunicação e formou-se em filosofia. Trabalhou no Banco do Brasil como supervisor na área de comunicação da presidência e foi codiretor/editor do Suplemento Literário de Minas Gerais. Com romances e contos para adultos e jovens obteve duas dezenas de prêmios em âmbito nacional, entre outros: Guimarães Rosa, João-de-Barro, Cidade de Belo Horizonte (MG), Alfredo Machado Quintella, Altamente Recomendável/FNLIJ, (RJ), Concurso Nacional de Contos do Paraná (PR), Status, Jornal Auxiliar/Corporação Bonfigioli, indicação e finalista do Jabuti (SP). Livros seus foram selecionados em programas de prefeituras (B.Hte, S.Paulo etc.) e do governo federal (MEC/PNBE), adotados em escolas país afora, além de adaptados para cinema, teatro, rádio, televisão e festas populares. Publicou História de um primeiro amor (Rio, Record; Belo Horizonte, Dimensão), De Milena, circo e sonhos (Belo Horizonte, Imprensa Oficial; Comunicação), Balé de sombras (Belo Horizonte, Lê), Droga de cidade grande (São Paulo, Paulinas), Xixi na cama (Belo Horizonte, Dimensão), Beto, o analfabeto (Sabará/MG, Dubolsinho) e Meu presente de Natal (Belo Horizonte, Dimensão). Participa de diversas coletâneas, como: Histórias de amor infeliz (Rio, Nórdica), Novos contistas - vencedores do VII Concurso de Contos do Paraná (Rio, Francisco Alves), I Concurso Nacional de Contos Infantis (São Paulo, Santo Alberto), Status Literatura (São Paulo, Editora Três), Contos dos contos - narrativas inspiradas na Bíblia (Belo Horizonte, edição dos autores), Os melhores contos do concurso Osman Lins (Brasília, Demag/Grafi), Antologia do conto brasiliense (Brasília, Projecto Editorial) e Contos da terra dos contos (Porto Alegre, Mercado Aberto).